Premium O Irão está a sul e a norte no Médio Oriente? A ameaça a sauditas e israelitas

Líder religioso declara que o Irão não está confinado às suas fronteiras. Comandante dos Guardas da Revolução quer riscar Israel do mapa.

O que é o Irão? Está nas enciclopédias que a República Islâmica do Irão foi instaurada há 40 anos tendo derrubado a monarquia do xá Reza Pahlevi. Um regime assente no ramo xiita do islão, em que a principal figura do Estado, o guia supremo (primeiro o ayatollah Khomeini, hoje o seu sucessor, Ali Khamenei), é também a mais importante figura religiosa. Até há poucos dias o território do Irão equivalia aos 1 628 771 quilómetros quadrados do território (segundo a Britannica) - o 17.º maior país em superfície.

Estes números, porém, não são os verdadeiros para os homens do regime. Há muito mais Irão, garantem, não escondendo que a sua política expansionista serve ao mesmo tempo para ameaçar Israel e Arábia Saudita. Há dias, o ayatollah Ahmad Alamolhoda, num sermão transmitido pela TV, disse: "O Irão de hoje não é só o Irão. Não está limitado por fronteiras geográficas. Hoje, as Unidades de Mobilização Popular no Iraque são o Irão. O Hezbollah no Líbano é o Irão. O Ansar Allah [os houthis] no Iémen é o Irão. A frente nacional na Síria é o Irão. A jihad Islâmica da Palestina e o Hamas na Palestina são o Irão. Todos eles se tornaram Irão."

Ler mais

Exclusivos