Adeus Merkel, olá 007 em semana de glória benfiquista

SÁBADO

Colapso de parte do cone e lava a chegar ao mar

Uma semana depois do início da erupção, parte do cone do vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, colapsou. O novo rio de lava começou a correr em direção ao mar tendo, desde então, formado uma língua de terra com mais de dez hectares de superfície. Embora não tenha provocado vítimas, a erupção destruiu 855 construções, segundo o sistema europeu de medição geoespacial Copernicus. E deixou o mundo pasmado perante as imagens do avanço inexorável da lava e do colapso das casas como se fossem meros castelos de cartas. A erupção também levou seis mil pessoas a abandonarem suas casas nesta ilha de 85 mil habitantes.

DOMINGO

A surpresa Moedas e a "fartura" dos lisboetas

As primeiras sondagens à boca das urnas previam um empate técnico entre Fernando Medina e Carlos Moedas na corrida à presidência da Câmara de Lisboa. Mas depressa se percebeu que o social-democrata, candidato pela coligação Novos Tempos (que juntou PSD-CDS/PP-MPT-PPM-Aliança) tinha mesmo conseguido tirar o socialista do cargo. Numa noite em que o PS conquistou mais câmaras do que o PSD mas em que a vitória teve um sabor amargo para o primeiro-ministro e líder socialista, António Costa, os lisboetas foram claros: quiseram mudança. Ou, como alguns disseram no dia seguinte à reportagem do DN: "As pessoas fartaram-se."

SEGUNDA

No adeus de Merkel, o regresso da incerteza alemã

Com a Alemanha a despedir-se da chanceler Angela Merkel após 16 anos no poder, a vitória da noite foi do SPD e de Olaf Scholz. Mas se os sociais-democratas ganharam, não significa que consigam formar governo nas próximas semanas. Ou mesmo nos próximos meses. Com as eleições para trás, o tempo agora é de incerteza e de negociações para conseguir uma coligação de governo. Muitos apostam numa inédita união entre SPD, Verdes e liberais do FDP, mas a CDU e o seu candidato Amin Laschet prometem não facilitar a vida a Scholz. O objetivo para já: ter um governo até ao Natal para não ser Merkel a ter ainda de fazer o discurso de ano novo.

TERÇA

A missão cumprida de Gouveia e Melo e um novo desafio

Foi com espírito de missão cumprida que Gouveia e Melo deu por terminada a sua tarefa à frente da task force da vacinação. Com a expectativa de 85% da população da vacinada no fim da próxima semana, o vice-almirante ouviu o primeiro-ministro desejar "que tenha ventos de maior feição do que os que teve de enfrentar nesta espinhosa missão". Ora, horas mais tarde soube-se da demissão de António Mendes Calado de chefe de Estado-Maior da Armada. E não tardou para que o nome de Gouveia e Melo surgisse para lhe suceder. E apesar das tensões políticas em torno do afastamento de Mendes Calado, uma coisa todos parecem concordar: a nomeação de Gouveia e Melo não é questão de "se", mas de "quando".

QUARTA

O 3-0 do Benfica face ao Barça na noite mágica de Darwin

Desde 1961 - sim, há seis décadas - que o Benfica não ganhava ao Barcelona. E que vitória a desta noite na Luz, com Darwin a bisar e Rafa a juntar-se-lhe para o 3-0 numa Luz em delírio. Jorge Jesus provou que as suas palavras antes do jogo estavam certas, quando garantiu que Ronald Koeman é que tinha de "partir a cabeça toda" a pensar como podia parar o Rafa e Darwin. O avançado uruguaio foi a estrela da noite. Para trás deixou uma infância difícil no bairro El Pirata, na cidade de Artigas, e várias lesões que quase o tiraram do futebol. "Era um sonho que tinha desde sempre." Foi assim que Darwin Núñez resumiu a noite.

QUINTA

Bond não morre mas diz adeus a Daniel Craig

Abril de 2020 era a primeira data de estreia de 007: Sem Tempo para Morrer. Mas a pandemia obrigou a sucessivos adiamentos do 25.º título da saga do agente secreto ao serviço de Sua Majestade. Só agora chega às salas o quinto e último filme de Daniel Craig no papel de 007. Uma espécie de requiem em que Bond reaparece a viver uma frágil utopia romântica com Madeleine (Léa Seydoux, vinda de Spectre) e com nome de código 007 a pertencer à agente Nomi (Lashana Lynch). O cenário é Matera, no sul de Itália, mas depressa se percebe que o sossego do agente não irá durar. O regressado Christoph Walz e Remy Malek fazem a dupla de vilões no adeus a Craig. Resta agora saber quem é o próximo a vestir a pele de 007.

SEXTA

O primeiro dia do resto do (des)confinamento

Com quase 85% da população portuguesa vacinada, o governo decidiu mesmo avançar para a última fase do seu plano de desconfinamento. Com outubro chegaram as novas medidas, que incluem pela primeira vez a reabertura das discotecas, mas também o fim dos limites de ocupação para lojas e restaurantes, as máscaras passam a ser obrigatórias apenas nos transportes públicos, Lojas do Cidadão, escolas (exceto recreio), salas de espetáculo, recintos de eventos, serviços de saúde ou estruturas residenciais para idosos, bem como centros comerciais. Mais próximos da vida pré-pandémica do que nunca nos últimos 18 meses, temos pela frente o maior dos desafios: não voltar a recuar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG