Volkswagen abandona produção do Carocha no próximo ano

O mítico modelo da marca alemã terá apenas mais dois modelos para "celebrar a rica herança" de um automóvel histórico

O fabricante alemão Volkswagen anunciou esta quinta-feira que vai abandonar definitivamente a produção do mítico Carocha no próximo ano, lançando dois últimos modelos para "celebrar a rica herança" de uma viatura que marcou a história do setor automóvel.

"A perda do Carocha, depois de três gerações e mais de sete décadas, deverá provocar todo um conjunto de emoções aos muitos fãs devotos do Carocha", disse Hinrich Woebcken, presidente executivo da Volkswagen da América do Norte.

O fabricante, que ainda não recuperou nos Estados Unidos do escândalo da manipulação de motores para mascarar a taxa de poluição, quer focar-se na produção de viaturas familiares maiores e elétricas e "não prevê no imediato substituir" o Käfer ('besouro', em alemão, termo por que é conhecido o carro). Woebcken ressalvou, no entanto: "Nunca digas nunca".

A produção terminará definitivamente em julho de 2019, na fábrica da cidade mexicana de Puebla.

Exclusivos

Premium

Livro

Antes delas... ninguém: mulheres que desafiaram o domínio masculino

As Primeiras - Pioneiras Portuguesas num Mundo de Homens é o livro com as biografias de 59 mulheres que se atreveram a entrar nas profissões só de homens. O DN desvenda-lhe aqui oito dessas histórias, da barrista Rosa Ramalho à calceteira Lurdes Baptista ou às 'Seis Marias' enfermeiras-paraqueditas, entre outras