Vida fica mais cara em 2018. Veja os aumentos que aí vêm

Pagar a renda, abastecer o carro ou comer no restaurante: não há nada que escape ao aumento dos preços no próximo ano. A seguir É oficial. Preços da luz descem 0,2% em 2018

Ano novo, preços novos. A saga repete-se a cada dia Mundial da Paz e 2018 não vai ser exceção: a primeira segunda-feira do ano chega com um aumento generalizado dos preços. Alguns por decreto ou pela inflação, outros por arrasto, todos a pesar no bolso das famílias. No Orçamento do Estado ficou estipulada a subida dos impostos sobre os automóveis e sobre as bebidas alcoólicas. Em Diário da República já está impresso o artigo que abre a porta ao aumento das rendas, que vai depender, ainda assim, da (boa) vontade de cada senhorio. Coube também ao Governo definir o limite para o aumento dos transportes, e pelo menos em Lisboa já é certo que os passes vão custar mais.

No Orçamento do Estado ficou estipulada a subida dos impostos sobre os automóveis e sobre as bebidas alcoólicas. Em Diário da República já está impresso o artigo que abre a porta ao aumento das rendas, que vai depender, ainda assim, da (boa) vontade de cada senhorio. Coube também ao Governo definir o limite para o aumento dos transportes, e pelo menos em Lisboa já é certo que os passes vão custar mais.

Leia mais em Dinheiro Vivo, a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG