Teletrabalho obrigatório é afinal em todo o país até 16 de maio. E depois vê-se

Regras mantêm-se iguais por 15 dias com o governo a decidir para já uma aplicação territorial alargada da obrigação.

O governo vai manter o teletrabalho obrigatório, e sem necessidade de acordo, em todo o país até ao dia 16 de maio, ainda que o estado de emergência deixe de vigorar.

A clarificação é feita pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social em resposta ao Dinheiro Vivo, depois de o primeiro-ministro ter indicado apenas esta quinta-feira, após reunião de Conselho de Ministros, que o teletrabalho obrigatório se mantém até ao final do ano.

A resposta do ministério explica que a opção recai, para já, em manter o teletrabalho obrigatório em todo o país por mais 15 dias, no quadro de legislação que voltará a estar em vigor com o fim do estado de emergência e que prevê que o governo determine áreas geográficas específicas de risco nas quais se plica a obrigatoriedade.

Leia as atualizações a esta notícias no Dinheiro Vivo

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG