Taxa de açúcar nos refrigerantes com ligeiros aumentos

Bebidas com teor de açúcar mais elevado sofrem o maior aumento no próximo Orçamento do Estado.

As bebidas com açúcar deverão sofrer um aumento de entre 0,2 e 0,6 cêntimos do Imposto Especial sobre Consumo (IEC) no próximo ano, de acordo com a versão preliminar do Orçamento do Estado 2020 a que o Dinheiro Vivo teve acesso.

O primeiro escalão do imposto, que incide sobre as bebidas cujo teor de açúcar é inferior a 25g por litro, mantém-se inalterado, com um imposto de 1 euro por cada hectolitro.

As alterações vão incidir sobre as bebidas cujo teor de açúcar seja inferior a 50g por litro ou igual ou superior a 25 gramas por litro, que passa de 6 euros para 6,02 euros por hectolitro, uma subida de 0,2 cêntimos.

O mesmo valor da subida que deverá ocorrer nas bebidas cujo teor de açúcar seja inferior a 80 gramas por litro e igual ou superior a 50g por litro, que aumenta de 8 para 8,02 euros.

A maior subida faz-se sentir nas bebidas cujo teor de açúcar é mais elevado. No caso das bebidas cujo teor seja igual ou superior a ​​​​​​​80g por litro o imposto sobe de 20 para 20,06 euros por cada cem litros.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG