Economia portuguesa cresceu 2,2% em 2019 superando as expectativas

Contas superam previsão do governo em 0,3 pontos percentuais, apesar de um abrandamento no consumo e nas exportações.

Os números são ainda melhores do que apontava a estimativa rápida feita pelo INE em meados deste mês. A expansão da economia portuguesa em 2019 acelera afinal para os 2,2%, após a revisão em alta dos dados da balança de pagamentos pelo Banco de Portugal. Uma melhoria nas exportações dos serviços garantiu um impulso adicional de duas décimas ao PIB no último ano, nos dados preliminares das contas nacionais publicadas esta sexta-feira pelo INE, face à estimativa de 14 de fevereiro.

As contas hoje divulgadas, que serão ainda finalizadas com dados suplementares a 25 de março, superam em 0,3 pontos percentuais aquelas que eram as previsões do governo para 2019, e também vão duas décimas além do que apontavam Comissão Europeia e Banco de Portugal.

Os números melhorados refletem, segundo o INE, a "incorporação de informação atualizada da Balança de Pagamentos, publicada no passado dia 19 de fevereiro pelo Banco de Portugal". "A nova versão da Balança de Pagamentos, relativamente à publicada no mês anterior, representou uma reavaliação da Balança de Serviços de 511,8 milhões de euros no ano de 2018 e de 873,1 milhões de euros nos meses de janeiro a novembro de 2019", com impacto na variação do volume do PIB em 2018 e também no trimestre final de 2019. O crescimento do PIB de 2018 é agora revisto para 2,6%. Segundo o INE, o PIB de 2019 atingiu os 212,3 milhões de euros e o saldo externo ficou em 0,1% do PIB, em terreno positivo.

Leia mais em Dinheiro Vivo, a sua marca de economia.

[Em atualização]

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG