Startup Barreiro. Há uma incubadora de fazedores a mudar a cidade, negócio a negócio

Iniciativa da Câmara Municipal do Barreiro, que conta com o apoio da Baía do Tejo e dos Territórios Criativos, e que tem a Portugal Ventures no leque de investidores, já está a incubar 27 startups inseridas nas áreas da cultura, criatividade e sustentabilidade.

Potenciar a economia local, dinamizar a região e elevar a fasquia do empreendedorismo barreirense são os objetivos primários da Startup Barreiro, a incubadora de negócios municipal que procura incentivar a criação e consolidação de empresas locais nas áreas da cultura, sustentabilidade e criatividade.

Fruto de uma parceria que junta a autarquia, a Baía do Tejo e os Territórios Criativos, a iniciativa já recebeu mais de 40 candidaturas desde o seu início, em 2021, e encontra-se, ao momento, a incubar 27 projetos, dos quais fazem parte 34 empreendedores, que "têm vindo a crescer e a desenvolver-se, dependendo da sua fase de maturação", avança o vice-presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Rui Braga, ao Dinheiro Vivo.

"Lá vem ela com histórias!", prestadora de serviços de consultoria e gestão de projetos editoriais, "Casa da Horta", quinta familiar pedagógica que disponibiliza espaço para eventos e tem uma mercearia online, "Sónia Trincheiras", empresa que ajuda organizações e pessoas através de formação e coaching, e "FairLink", projeto que propõe uma solução para evitar o desperdício alimentar, são algumas das startups que estão a ser aceleradas na incubadora do município.

Atualmente, a Startup Barreiro tem estabelecidas 20 parcerias, mas o objetivo é "efetuar novas, em diferentes áreas de atividade e negócio", afirma o responsável autárquico, salientando que o objetivo, daqui para a frente, é "dotar a incubadora de parceiros estratégicos que possam apoiar os empreendedores" através de mentoria e da disponibilização dos seus serviços a "um preço diferenciado do de mercado", sendo também expectável que ajudem as startups a aumentar a rede de contactos."Acreditamos verdadeiramente que crescemos todos juntos", remata.

Leia o artigo completo no Dinheiro Vivo

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG