Speed-E. REN apresenta em Hannover solução "inovadora" de carregamento de veículos elétricos

A REN está na Feira de Hannover, Alemanha, onde dá a conhecer o speed-E, uma solução de carregamento de veículos elétricos diretamente a partir da rede de transporte de energia elétrica.

Chama-se speed-E e a REN - Redes Energéticas Nacionais apresenta-o como uma "solução inovadora" de carregamento de veículos elétricos. Um projeto que é dado a conhecer no expositor da empresa na Feira de Hannover, que escolheu este ano Portugal como país parceiro.

Na principal feira de tecnologia industrial, que decorre na cidade alemã até quinta-feira, a REN, que participa no certame a convite da AICEP, apresenta o speed-E, que possibilita o carregamento de veículos elétricos diretamente a partir da rede de transporte de energia elétrica. Ou seja, a partir das linhas de Muito Alta Tensão, explica a empresa, em comunicado enviado às redações.

"O speed-E tem como grande vantagem a disponibilização de elevada potência, dado estar ligado à rede de transporte, com presença em todo o país, permitindo assim alargar a oferta da infraestrutura de carregamento a uma rede de cerca de 9000 km", indica a empresa, presente na feira de Hannover, que foi inaugurada com o primeiro-ministro, António Costa, juntamente com o chanceler alemão, Olaf Scholz.

Para a REN, esta solução representa "uma alternativa competitiva e complementar às tradicionais", garantindo "sinergias para o Sistema Elétrico global, particularmente em contextos de proximidade com a Rede Nacional de Transporte".

Speed-E, acrescenta a empresa, "é adequado para contextos de elevada potência (transporte pesado de passageiros ou elevado número de veículos em simultâneo como áreas de serviço, grandes hubs, como parques de estacionamento públicos e de transportes públicos, descarbonização de equipamentos de gestão florestal e setor fluvial)".

Explica a REN que este projeto consiste na "disponibilização de uma solução integrada de abastecimento, a partir da ligação à Rede de Muito Alta Tensão, que fará a transformação para Baixa Tensão".

Refere ainda a REN que "arquitetura modular" do speed-E permite "a customização, mediante a necessidade de potência do cliente, suportando as necessidades das operações da empresa, sem restrições, através de múltiplos carregadores rápidos e/ou ultrarrápidos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG