Maior acionista da ex-Sociedade Lusa de Negócios declarada insolvente

A declaração de insolvência da SLN Valor foi proferida na quinta-feira sendo que o prazo para a reclamação de créditos foi fixado em 30 dias

A SLN Valor, maior acionista da ex-Sociedade Lusa de Negócios (SLN), que era a dona do Banco Português de Negócios (BPN) até à sua nacionalização em 2008, foi declarada insolvente.

De acordo com editais publicados na página oficial do Citius, a declaração de insolvência da SLN Valor foi proferida na quinta-feira e publicada esta segunda-feira, sendo que o prazo para a reclamação de créditos foi fixado em 30 dias e que o administrador de insolvência é Francisco José Areias Duarte.

Em maio, a SLN Valor entrou em administração judicial no âmbito do PER. O anúncio foi publicado na 1.ª Secção do Comércio da Unidade Central da Comarca de Lisboa, indicando que o administrador judicial provisório nomeado era o agora administrador de insolvência.

Na altura, no âmbito do pedido de entrada em Processo Especial de Revitalização (PER) foi identificada uma dívida global de 509 milhões de euros, 92,6% da qual perante a Parvalorem, a 'holding' estatal que ficou com ativos 'tóxicos' do BPN.

Mais recentemente, em outubro, "não foi alcançado acordo" entre as partes para o PER, abrindo lugar à declaração de insolvência.

A antiga SLN (que agora se chama Galilei) também avançou para um PER mas, no final de janeiro, o veículo estatal Parvalorem chumbou-o, empurrando-a também para a insolvência.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG