"A inflação não vai regressar aos 2% com a rapidez que nós gostaríamos"

O ministro das Finanças, Fernando Medina, explica as oito medidas de apoio às famílias, no valor total de 2.400 milhões de euros, em resposta aos aumentos de preços. Um pacote de medidas que foi anunciado pelo chefe do Governo, António Costa.

O primeiro-ministro, António Costa, apresentou na segunda-feira as oito medidas de apoio às famílias em resposta aos aumentos de preços, no valor total de 2.400 milhões de euros. Hoje, o ministro das Finanças, Fernando Medina, explica o pacote de medidas em conferência de imprensa, que conta também com a participação da ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, e dos ministros do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, e das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos.

Entre as medidas anunciadas está um pagamento extraordinário de 125 euros a cada cidadão não pensionista que ganhe abaixo de 2700 euros, a atribuição a todas as famílias, independentemente do rendimento, de um pagamento de 50 euros por cada descendente até aos 24 anos que tenham a seu cargo; meia pensão adicional paga em outubro aos pensionistas, redução do IVA da eletricidade de 13% para 6%, um limite ao aumento das rendas de 2% e o congelamento dos passes dos transportes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG