Salto na inflação em Portugal já é dos maiores da zona euro

Taxa de inflação dispara para 7,4% em abril e já está em linha com a da zona euro. Crise nos preços dos combustíveis e alimentos já contamina os outros bens e serviços.

O salto registado entre a inflação homóloga harmonizada de abril de 2021 e igual mês deste ano foi o sétimo mais elevado da zona euro, indicam cálculos do Dinheiro Vivo com base na informação já disponível para os 19 países da moeda única, ontem divulgada pelo Eurostat.

Ontem também, o mesmo gabinete das estatísticas europeias mostrou que Portugal é o Estado que mais cresce (no primeiro trimestre face a igual período de 2019) num conjunto de 11 nações já apuradas, o que faz com que o país acentue o ritmo de convergência com a zona euro.

No entanto, este processo acontece ao mesmo tempo que a inflação também ela está a convergir com a média europeia, o que, ao contrário do crescimento económico, é algo indesejável, sobretudo quando muitos países já registam explosões nos preços de dois dígitos.

Em abril do ano passado, antes desta crise bélica (que já dura há mais de dois meses, a invasão da Ucrânia pela Rússia ocorreu a 24 de fevereiro) e das matérias-primas, muitas delas alimentares, ter rebentado, a inflação portuguesa caiu 0,1%, em termos homólogos.

Leia mais em Dinheiro Vivo, a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG