Ryanair a caminho de Portugal para contratar assistentes de bordo

Companhias de aviação continuam a apostar em Portugal. Além da Ryanair, a easyJet está à procura de pilotos. TAP tem dezenas de vagas para a central de reservas

Falta apenas uma semana. A Ryanair está a caminho de Portugal para mais uma sessão de provas, para selecionar futuros assistentes de bordo para a companhia. De acordo com a página da companhia, as provas terão lugar em Lisboa e no Porto, no dia 23 deste mês, e os selecionados iniciarão a formação logo entre fevereiro (em Wroclaw, Polónia, ou Vilnius, Lituânia) e março (em Hahn, Alemanha, ou Bérgamo, Itália).

A low cost oferece contrato de 3 anos e um salário médio mensal entre os 1000 e os 1400 euros, podendo candidatar-se quem tenha entre 1,57m e 1,88 m de altura, saiba nadar, tenha passaporte da União Europeia e disponibilidade para viver no estrangeiro, entre outros requisitos.

O recrutamento é feito através da GroundLink (mais informação aqui), mas também pode candidatar-se online (aqui).

Também a easyJet, na sua página online, tem disponíveis lugares para pilotos e copilotos portugueses (veja aqui). A companhia low cost, que já tem 164 mulheres a pilotar, pretende aumentar este número para 20% do total de profissionais nos próximos três anos.

Além de continuar a aceitar candidaturas espontâneas para comissários de bordo e assistentes de operações, a TAP, que hoje revelou novos resultados recorde de passageiros transportados em 2016, está a contratar para sua central de reservas. De acordo com o Dinheiro Vivo, a central presta atendimento a todo o mundo e precisa de reforçar o número de colaboradores em "algumas dezenas".

Obrigatório para se candidatar (mais informação aqui) é ter o 12º ano, fluência oral em português, inglês e outra língua e idealmente conhecimentos de Sistemas de Reservas (Amadeus, Galileu, Outros), descreve a companhia (veja mais aqui).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG