Riscos do Brexit para estabilidade financeira já se manifestam, alerta Banco de Inglaterra

Banco de Inglaterra decidiu aliviar restrições aos bancos para apoiar a economia

O Banco de Inglaterra avisou hoje que os riscos para a estabilidade financeira já "se começaram a manifestar" depois da vitória da saída do Reino Unido da União Europeia e decidiu aliviar restrições aos bancos para apoiar a economia.

De acordo com a agência de notícias France Presse, face ao "desafio" que representa o 'Brexit', a medida anunciada pelo banco central britânico deverá fornecer aos bancos uma capacidade de empréstimo adicional de 150 mil milhões de libras (178,9 mil milhões de euros) para as famílias e as empresas.

Em concreto, o comité de política financeira do Banco de Inglaterra decidiu baixar de 0,5% para 0% a 'almofada' de segurança imposta aos bancos para forçá-los a se prepararem para uma eventual turbulência.

A instituição tinha decidido aumentar esta exigência específica em março e esta deveria entrar formalmente em aplicação em março de 2017, mas o Banco de Inglaterra considera agora que os bancos devem ser dispensados desta restrição adicional, a fim de poderem desempenhar o seu papel de pulmão da economia.

A libra voltou hoje a cair ao seu nível mais baixo em mais de três décadas, a cotar nos 1,3113 dólares.

Face ao euro, a libra também caiu 1,04% até aos 1,18 euros, o valor mais baixo em dois anos.

A incerteza em torno do 'Brexit' está também hoje a afetar a bolsa de Londres, que seguia a cair 0,27% para 6.504,77 pontos, com os investidores a mostrarem urgência em desfazerem-se dos seus ativos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG