Ricciardi quer reconstruir Grupo Espírito Santo

Primo de Ricardo Salgado diz que foi "ingénuo" por "ter confiado em certas pessoas", mas está disposto a recomeçar a erguer o grupo.

José Maria Ricciardi diz-se "ingénuo" porque confiou "em certas pessoas" e não antecipou a derrocada do Grupo Espírito Santo, um nome que "era a melhor marca da banca portuguesa". E, por isso, o ex-presidente do Banco Espírito Santo de Investimento (BESI) disse, em entrevista ao Jornal Económico, que quer iniciar a reconstrução do grupo familiar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG