Quanto vale a minha casa? A Urbiwise dá-lhe a resposta de graça

Não é uma agência imobiliária nem quer fazer-lhes frente, mas propõe-se a revolucionar o setor através da análise de dados.

Tem 28 pisos e quase 300 apartamentos, distribuídos por 90 metros de altura. O edifício Nova Póvoa, na Póvoa de Varzim, é o prédio com mais habitantes em Portugal. Para uma empresa de telecomunicações ou de eletricidade, é uma mina de oportunidades. É também o exemplo de "um tipo de informação que em Portugal mais ninguém tem" e que a Urbiwise quer transformar em negócio.

A empresa lançada esta terça-feira nasce com a ambição de revolucionar o mercado imobiliário na Europa, ao mesmo tempo que garante não ser concorrente das imobiliárias tradicionais. "Para começar, não vendemos casas, nem vamos vender", sublinha Pedro André Martins, CEO da Urbiwise, em entrevista ao Dinheiro Vivo.

A empresa nasce com vários objetivos, explica o responsável: facilitar a venda, compra e arrendamento de casas ao consumidor comum, mas também potenciar negócios a imobiliárias, bancos, seguradoras, fundos de investimento ou utilities. Como? "Através da análise de dados e Inteligência Artificial avançada".

Para o utilizador comum, a proposta é simples. A plataforma permite saber, sem custos, quanto vale o metro quadrado de uma casa, quer seja o vendedor, comprador, senhorio ou arrendatário.

Leia o artigo completo no Dinheiro Vivo

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG