Previsões de Centeno para as carreiras são instáveis e podem não ter qualidade

instabilidade que compromete a qualidade da previsão das despesas com pessoal, uma das rubricas com maior grau de rigidez e peso na despesa pública

Após semanas de polémica em torno da despesa com o descongelamento de carreiras da função pública (professores e outros) e de uma crise política pelo meio, o Conselho das Finanças Públicas (CFP) entra no debate para dizer que os números que têm sido sucessivamente avançados pelo governo e pelo ministro das Finanças são “instáveis” e podem mesmo estar feridos na sua qualidade.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG