Prestígio do chocolate português vem da "imaginação culinária"

País tem baixos níveis de consumo de chocolate, mas fabricantes nacionais já vendem para 30 países.

Portugal é um dos países da Europa que menos consome chocolate, no entanto, os fabricantes e marcas nacionais "gozam de grande prestígio internacional", assegura Barata Simões, secretário-geral da Associação dos Industriais de Chocolates e Confeitaria (ACHOC), que atribui esse prestígio à "capacidade inovadora" e à "imaginação culinária" dos profissionais, mantendo, no entanto, a composição e denominação do produto de acordo com a lei.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG