Preço dos alimentos sobe há quatro meses

Encarecimento dos produtos pode não ser um efeito direto da seca, mas sim das importações.

Os bens alimentares estão mais caros do que no ano passado, com uma subida de 1,3%, em outubro, mesmo assim, abaixo dos 1,4% da taxa de inflação homóloga divulgada no início desta semana pelo Instituto Nacional de Estatística. Certo é que os preços deste tipo de produtos têm vindo a subir consecutivamente a cada mês, desde junho, face aos mesmos meses de 2016.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG