Pré-aviso de greve de dois dias para trabalhadores dos refeitórios do IEFP

O sindicato da área da restauração anunciou hoje que avançou com um pré-aviso de greve nos refeitórios do IEFP concessionados à Eurossen, nos dias 02 de novembro e 04 de dezembro, devido ao pagamento atrasado de salários.

O sindicato da área da restauração anunciou hoje que avançou com um pré-aviso de greve nos refeitórios do IEFP concessionados à Eurossen, nos dias 02 de novembro e 04 de dezembro, devido ao pagamento atrasado de salários.

O Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Sul refere, em comunicado enviado à agência Lusa, que os refeitórios do Instituto de Emprego e de Formação Profissional (IEFP) estiveram concessionados à empresa Solnave, salientando que os trabalhadores "sofreram muito com salários em atraso".

"Incompreensivelmente, o Conselho Directivo do IEFP decidiu concessionar a partir do dia 01 de agosto deste ano e durante cinco meses, por cerca de 500 mil euros, a concessão dos refeitórios à empresa EUROESSEN, cujos sócios e administradores desta, são maioritariamente os mesmos da empresa Solnave", frisa o documento.

O sindicato refere que os trabalhadores exigem o pagamento do salário no último dia de cada mês e já avançou com um pré-aviso de greve.

"O sindicato apresentou um pré-aviso de greve para os dias 02 de novembro e 04 de dezembro, dias úteis seguintes do prazo para o pagamento atempado dos vencimentos de outubro e novembro de 2017", refere.

O sindicato acrescenta que apesar da mudança de empresa, a situação dos salários em atraso mantém-se, afetando cerca de 100 trabalhadores.

"O salário referente ao mês de setembro só foi liquidado no passado dia 23 de outubro, três semanas depois do prazo limite do pagamento pontual dos salários. Da empresa a única resposta que obtêm é que estão a tentar resolver a situação e apelam à compreensão dos trabalhadores", explica.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG