PR. “Não podem ser minimizadas corrupções, falências da justiça ou indignações”

Marcelo Rebelo de Sousa discursava na cerimónia do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, em Portalegre.

O Presidente da República defendeu hoje que Portugal é muito mais do que fragilidades ou erros, mas advertiu que não podem ser omitidos novos ou velhos fracassos coletivos, nem minimizadas corrupções, falências da justiça ou indignações.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG