Portugal é o segundo país onde o trabalho precário mais subiu

Os contratos precários aumentaram 1,8 pontos percentuais entre 2008 e 2017, de acordo com os dados do Eurostat. É uma característica que teima em manter-se em Portugal, apesar da recuperação do emprego verificada desde 2013.

Há mais de 130 mil contratos instáveis, de curta duração e com salários baixos.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos