Portugal conquista startups estrangeiras pela diversidade

Daniela Braga, da DefinedCrowd, e Michelle Zatlyn, da Cloudflare, foram as duas primeiras mulheres a subir ao palco da Web Summit.

Lisboa não estava no topo das preferências dos norte-americanos da Cloudflare para abrir um novo escritório na Europa. Só que a capital portuguesa saltou para a linha da frente da empresa que disponibiliza uma rede de distribuição de conteúdo e serviços de segurança na Internet. A DefinedCrowd começou em Seattle, nos Estados Unidos, mas mudou o centro de engenharia para Lisboa. As fundadores das duas empresas estiveram no palco principal da Web Summit a explicar como a diversidade ajudou Portugal a conquistar as startups internacionais.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos