Porto sem condições para identificar imóveis isentos de IMI no Centro Histórico

O contribuinte tem de apresentar um documento comprovativo, a ser emitido pela Direção-Geral do Património Cultural.

A Câmara do Porto disse hoje que não têm condições para identificar os imóveis abrangidos pela isenção de IMI nos centros históricos classificados pela UNESCO e, por, consequência calcular o impacto da medida na receita municipal.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG