Pequim pede a Bruxelas que não discrimine empresas chinesas na UE

Donald Tusk disse, na cimeira com a China, que a UE “não esquece a questão dos direitos humanos, que é tão importante como os interesses económicos”.

O Governo chinês, que esta terça-feira participou numa cimeira bilateral com a União Europeia (UE), sublinhou que as companhias chinesas “não podem ser discriminadas” nos mercados europeus, nomeadamente nas infraestruturas de quinta geração móvel (5G).

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG