Pedro Ribeiro. O português por detrás dos novos megashoppings do Qatar

Depois de gerir centros comerciais em Portugal e Espanha, foi contratado pelos árabes.

No Qatar, não há obras pequenas nem projetos modestos. Ainda para mais quando se aproxima o Mundial de Futebol de 2022 e não há problemas de financiamento, visto que o gás natural não foi afetado pela desvalorização que arrasou o petróleo. Havendo dinheiro e ambição, faltava encontrar os melhores profissionais do mundo, o que levou o gestor português Pedro Ribeiro a encabeçar projetos de três megashoppings no valor de 26 mil milhões de dólares (23,4 mil milhões de euros).