Os riscos das moedas virtuais

Os supervisores financeiros têm alertado para um conjunto de riscos para quem compra moedas digitais como as bitcoins.

Sem supervisão

Os supervisores financeiros têm feito sucessivos alertas sobre os perigos das moedas virtuais, como a bitcoin. O Banco de Portugal publicou nos últimos anos avisos a explicar que "as moedas virtuais não são seguras. As entidades que emitem e comercializam "moedas virtuais" não são reguladas nem supervisionadas por qualquer autoridade do sistema financeiro, nacional ou europeia.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.