Opinião. As ONG, as IPSS, e os outros

Seja por causa do cliente, financiador, ou trabalhador, as não lucrativas podem ser diferentes das empresas. O que não quer dizer que sejam melhores.

Os dois escândalos da semana – a corrupção na Raríssimas e o investimento especulativo da Misericórdia no Montepio Geral – referem-se a organizações não lucrativas. Muitos usaram os seus preconceitos para ver nisto prova que o Estado deve crescer e prestar diretamente todo o trabalho social. Outros acham que mostra que o Estado deve diminuir para evitar os conflitos de interesse na raiz dos problemas.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG