Opções do Plano. Governo vai castigar "relações de emprego atípicas"

Contribuições destas empresas vão subir. Mas GOP abordam também a habitação, onde o executivo admite: classe média não aguenta estes preços

O governo vai avançar no próximo ano com um esquema de taxas contributivas mais pesadas sobre as empresas que mais recorrem a contratos a termo. O objetivo desta "diferenciação da taxa contributiva" é desincentivar o "recurso a relações de emprego atípicas". No próximo ano deverão também ser concretizadas mudanças legislativas cujo objetivo passa por limitar o recurso à contratação a termo. Estas medidas, já prometidas no programa do governo, são agora colocadas em cima da mesa na proposta de Grandes Opções do Plano (GOP) para 2018, entregue ao Conselho Económico e Social.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG