OCDE: idade para reforma antecipada deve aumentar

A organização refere que penalizações pela reforma antecipada são das mais elevadas entre estados-membros.

A idade legal para a reforma em Portugal é de 66 anos e cinco meses, mas pode ser antecipada para os 60 anos, beneficiando da flexibilização permitida pelo atual regime. É um limite que a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos (OCDE) considera muito baixo. “Dada a esperança de vida mais longa, a elegibilidade aos 60 anos para a reforma antecipada é demasiado baixa”, refere o relatório sobre o sistema de pensões em Portugal divulgado esta quarta-feira, em Lisboa.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG