Negócio do chocolate está em alta

Setor estima superar este ano valores dos anos anteriores. Natal chega a representar quase metade das vendas

Há quem goste dele aveludado, cremoso e num tom mais próximo do caramelo. Há quem o prefira negro e estaladiço, até com um travo amargo. Em barra, em figuras evocativas ou em bombons, raro é encontrar quem não goste de chocolate. E é no Natal que se vendem mais de 40% de todos os chocolates, de acordo com a Associação dos Industriais de Chocolate e Confeitaria (ACHOC).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG