NASA escolhe Nokia para a primeira rede móvel na Lua

No âmbito do programa Artemis, a Nokia vai trabalhar com a NASA para instalar a primeira rede móvel 4G na Lua.

A finlandesa Nokia foi a empresa escolhida pela agência espacial dos Estados Unidos para a instalação da primeira rede móvel na Lua, anunciou a companhia, através de comunicado.

Indicando que foi apontada pela NASA como parceira "para avançar com tecnologias "Tipping Point" na Lua", a empresa indica que irá implementar no satélite natural da Terra um sistema de comunicação LTE/4G que abrirá caminho "para uma presença humana sustentável na superfície lunar".

Estes trabalhos serão desenvolvidos pela unidade de investigação da Nokia, a Bell Labs, que espera que esta instalação possa ser feita no final de 2022 na Lua. A Nokia aponta que a rede "poderá autoconfigurar-se depois da implementação e estabelecer o primeiro sistema de comunicações LTE".

Além dos objetivos a longo prazo - a NASA quer uma presença humana "sustentável" na Lua em 2028 - esta rede móvel terá ainda um papel central a curto prazo, permitindo aos astronautas assegurar comunicações como chamadas de voz ou de vídeo.

Em comunicado, a Nokia explica ainda que pretende "avançar com aplicações espaciais do sucessor da tecnologia LTE, o 5G".

Embora a Nokia não especifique qual o montante alojado ao projeto, a CNN avança que os Bell Labs terão recebido 14,1 milhões de dólares para trabalhar no projeto.

Enquanto isso, na Terra, a Nokia continua a enfrentar rivais como a Huawei ou a Ericsson nos contratos para a quinta geração de redes móveis (5G).

Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG