Minsait abre novo centro tecnológico na Amadora com 135 profissionais

A Minsait, do grupo Indra, inaugura esta terça-feira um novo centro de desenvolvimento tecnológico na Amadora, que vai "potenciar o desenvolvimento de soluções e serviços de tecnologia e consultoria a partir de Portugal para clientes europeus da empresa".

A cerimónia de inauguração conta com a presença de Vicente Huertas Pardo, presidente executivo da Minsait em Portugal, Carla Tavares, presidente da Câmara Municipal da Amadora, e Luís Lopes, vogal da empresa municipal Amadora Inovation.

"O novo centro de desenvolvimento tecnológico arranca com 135 profissionais e prevê um importante crescimento para os próximos anos, com a criação de uma equipa de desenvolvimento de soluções e serviços de apoio a projetos de clientes europeus da Minsait", refere a empresa do grupo Indra.

A Minsait vai ainda assinar um protocolo de colaboração com a autarquia da Amadora "para a criação de uma incubadora de ideias e 'startups' da Amadora Inovation num espaço de 'co-innovation' criado" pela tecnológica.

"Após o processo de seleção, as 'startups' vão poder trabalhar com a Onesait Platform Community, comunidade global de programadores, lançada recentemente pela companhia e baseada na Onesait Platform", refere a empresa.

"Encontrámos na Amadora um importante apoio institucional à inovação, ao mesmo tempo que estamos próximos de importantes centros de talento. São estes os fatores chave para esta decisão de abrir um novo centro de desenvolvimento tecnológico no concelho", refere Vicente Huertas Pardo, citado em comunicado.

"O município dispõe de excelentes infraestruturas e, além disso, tem planos muito estruturados para apoiar o crescimento de novos negócios tecnológicos e digitais, promovendo o emprego qualificado", acrescentou, sem avançar o investimento neste novo centro de desenvolvimento tecnológico.

O protocolo prevê também "a colaboração entre a Minsait e a Câmara Municipal de Amadora no que toca ao apoio em seminários, 'workshops' e iniciativas públicas promovidas pela Amadora Inovation ou pela Minsait", o que "inclui um intercâmbio de conhecimento e talentos com as instituições académicas do concelho e o apoio e mentoria para o desenvolvimento de projetos instalados e incubados na Amadora Inovation".

"A Minsait tem para Portugal um ambicioso plano de crescimento. O país é uma das geografias-chave na Europa e queremos alavancar o talento local, fruto da excelente formação que os programadores têm no país, sejam eles de universidades ou politécnicos, para exportar serviços e produtos de 'software' para os grandes clientes da Minsait na Europa", adiantou Vicente Huertas Pardo.

Em Portugal, a Minsait tem escritórios em Alfragide e no Porto.