Lucro do grupo Ikea aumenta para 4,2 mil milhões de euros

Registou-se ainda um aumento de 7,4% das vendas

O lucro do grupo sueco de mobiliário Ikea aumentou 20% para 4,2 mil milhões de euros no ano fiscal de 2016 face a 2015, anunciou hoje a empresa.

Em comunicado, o grupo reportou ainda um aumento de 7,4% das vendas para 35,1 mil milhões de euros no período entre 01 de setembro de 2015 a 31 de agosto de 2016.

"O forte crescimento das vendas foi determinante para os bons resultados da Ikea no ano financeiro de 2016. Com o objetivo de se tornar líder no retalho multicanal de mobiliário e decoração, o grupo IKEA tem vindo a reforçar a aposta em novos formatos de loja e nas vendas 'online', para ir ao encontro das necessidades e expectativas dos seus clientes", refere a empresa.

Ao longo do exercício fiscal de 2016 a Ikea diz ter registado um aumento do número de visitas quer às lojas, quer à sua página na Internet, para 783 milhões e 2,1 mil milhões, respetivamente.

Segundo sustenta o grupo sueco, as novas lojas e as vendas 'online' "têm cada vez mais expressão" nos resultados, "ainda que o grande contributo provenha das lojas comparáveis".

No ano fiscal de 2016, o grupo Ikea inaugurou 12 novas lojas, incluindo mais uma em Portugal

A nível geográfico, adianta, o crescimento "está bem distribuído pelos mercados", tendo a China continuado a ser "um dos países onde a Ikea registou maior crescimento", enquanto a Alemanha, EUA, França, Reino Unido e Suécia foram os mercados com maior volume de vendas.

No ano fiscal de 2016, o grupo Ikea inaugurou 12 novas lojas em países, incluindo Portugal (Braga, em março passado), e abriu 19 novos 'order' e 'pick-up points' para pedido e recolha de encomendas, desenvolvendo em paralelo a sua rede de distribuição multicanal.

Ao nível da sustentabilidade, o grupo Ikea anunciou hoje o investimento de mil milhões de euros "para garantir que, a longo prazo, os seus produtos provêm de matérias-primas mais sustentáveis", quer através da silvicultura, quer de empresas especializadas em reciclagem, ampliação do parque de energias renováveis e desenvolvimento de biomateriais.

Este valor acresce aos 1,5 mil milhões de euros já investidos em projetos de energia solar e eólica desenvolvidos desde 2009 e aos 600 milhões de euros também aplicados nesta área, no âmbito do objetivo definido pelo grupo de, até 2020, ser independente a nível energético.

Em Portugal, a estratégia da Ikea passa por ter um total de 10 pontos de contacto até 2025, tendo a empresa sueca acabado de disponibilizar uma loja 'online' para todo o país e preparando-se para abrir a primeira loja no Algarve, em Loulé.

Exclusivos