Lei proíbe filmar refeitórios e zonas de descanso nas empresas

A nova proposta de lei vem substituir o diploma aprovado há um ano pelo Governo.

É a principal novidade da proposta de lei aprovada pelo grupo de trabalho, criado na Assembleia da República, para debater a passagem do Regulamento Geral da Proteção de Dados (RGDP) à realidade portuguesa: as empresas vão ficar proibidas de ter câmaras de videovigilância nos refeitórios e zonas de descanso, indica o Jornal de Negócios. O anterior diploma do Governo, aprovado há um ano, referia apenas “vestiários e instalações sanitárias”.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.