Juros da dívida a subir em todos os prazos

Nos últimos seis meses, os juros a dez anos subiram até ao máximo de 2,821% a 09 de novembro, e desceram até ao mínimo de 2,257% a 02 de dezembro

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a subir em todos os prazos em relação a sexta-feira, alinhados com os da Irlanda.

Cerca das 08:45 de hoje em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a avançar para 2,635%, contra 2,596% na sexta-feira.

Nos últimos seis meses, os juros a dez anos subiram até ao máximo de 2,821% a 09 de novembro, e desceram até ao mínimo de 2,257% a 02 de dezembro.

O mínimo de sempre é de 1,560% e foi registado a 13 de março passado.

Os juros a cinco anos também estavam a subir, para 1,230%, contra 1,208% no fecho de sexta-feira, depois de terem atingido o mínimo de sempre de 0,749% a 10 de abril de 2015.

Os valores mínimos e máximo dos últimos seis meses dos juros a cinco anos foram de 0,918% a 02 de dezembro passado, e de 1,520% a 09 de novembro.

No mesmo sentido, no prazo de dois anos, os juros estavam a recuar para 0,090%, contra 0,085% na sexta-feira.

Nos últimos seis meses, os valores máximo e mínimo dos juros a dois anos foi de 0,489% a 13 de julho passado, e de 0,052% a 05 de janeiro.

Os juros da Itália e de Espanha estavam a descer a dois anos e a subir a cinco e a dez anos, enquanto os da Grécia estavam a cair a dois e a dez anos.

Exclusivos

Premium

Contratos públicos

Empresa que contratava médicos para prisões não pagou e sumiu

O Estado adjudicou à Corevalue Healthcare Solutions, Lda. o recrutamento de médicos, enfermeiros, psicólogos e auxiliares para as prisões. A empresa recrutou, não pagou e está incontactável. Em Lisboa há mais de 30 profissionais nesta situação e 40 mil euros por pagar. A Direção dos Serviços Prisionais diz nada poder fazer.