Prestação da casa desce em julho

Num empréstimo de 150 mil euros, a 30 anos, prestação está 2,55 euros mais baixa que em janeiro.

A prestação paga ao banco pelos clientes com crédito à habitação indexado às Euribor a três e a seis meses desceu em julho, face às últimas revisões, segundo cálculos feitos para a agência Lusa pela Deco/Dinheiro&Direitos.

De recordar que Mario Draghi afirmou durante a sexta edição do Fórum do BCE, em Sintra, em junho, que voltar a cortar as taxas de juro continua a ser uma das ferramentas que o Banco Central Europeu (BCE) tem disponíveis para utilizar, se necessário.

Simulação da descida das prestações da casa

De acordo com a simulação efetuada, um cliente com um empréstimo no valor de 150 mil euros a 30 anos, indexado à Euribor a seis meses com um "spread" (margem de lucro do banco) de 1%, paga a partir deste mês 463,48 euros, o que significa menos 2,55 euros face à última revisão da prestação, em janeiro.

Já no caso de um empréstimo nas mesmas condições, mas indexado à Euribor a três meses, o cliente passará a pagar 460,13 euros, neste caso 1,33 euros menos do que o pago em abril.

As taxas Euribor são o principal indexante em Portugal nos contratos bancários que financiam a compra de casa. A Euribor a seis meses é a mais usada, seguida da taxa a três meses.

As taxas de juro continuam em terreno negativo e mesmo a acentuar. Em junho, a média da taxa Euribor a seis meses foi de -0,279%, um novo mínimo histórico, e a média da taxa a três meses de -0,329%.