Indústria portuguesa procura oportunidades de negócio na NATO

Agência de compras dos países da NATO com contratos de 2,5 mil milhões em 2015. Destes, 33,8 milhões foram para Portugal

O M6 é um drone portátil e muito leve, que permite a identificação de elementos químicos, biológicos, radioativos e nucleares, quer em cenários de guerra quer urbanos, que está a ser desenvolvido pela portuguesa I-Sky em parceria com o Exército e a Marinha. O objetivo, agora, é chegar aos países da NATO, reconhece João Sá Rodrigues, responsável de estratégias de mercado da empresa. Uma das 64 que nesta semana participaram no Dia da Indústria Portuguesa na NSPA - NATO Support and Procurement Agency, a central de compras e fornecimento dos 28 países da NATO, sedeada em Capellen, no Luxemburgo.

Exclusivos