Greve na Autoeuropa está afastada mas horas extra travam acordo

Maior sindicato da fábrica de Palmela acusa administração de não contribuir para a paz social e quer aumento mínimo de 50 euros

Está afastado o cenário de nova greve na Autoeuropa. Apesar de os trabalhadores terem aprovado, em dezembro, a paragem da fábrica a 2 e 3 de fevereiro, o maior sindicato da empresa não deverá entregar pré-aviso de greve nas próximas semanas. "Há ainda muita margem para negociar", diz o SITE-Sul, afeto à CGTP, que deixou seis sugestões à administração para que continue a dialogar com a comissão de trabalhadores e de forma a que o trabalho ao sábado deixe de ser imposto mas sim de adesão voluntária. Até lá, haverá novos plenários. O pagamento aos sábados é o principal ponto de discórdia.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG