Governo quer tirar poder de resolução ao Banco de Portugal

Primeiro-ministro e ministro das Finanças alinham discurso. Costa usa Novo Banco como exemplo da necessidade de separação.

O Governo abriu mais uma frente de batalha contra o governador do Banco de Portugal. Depois das duras críticas do primeiro-ministro António Costa à forma como Carlos Costa geriu a questão dos lesados do BES o primeiro-ministro voltou a servir-se do Novo Banco como exemplo de que é preciso separar a supervisão da resolução.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG