Governo “acomoda” custo do Novo Banco com menos investimento e mais receita

Impacto bruto do descongelamento de carreiras tem sido revisto demasiadas vezes, uma "instabilidade que compromete qualidade da previsão das despesas"

O investimento público vai ser sacrificado e as receitas públicas vão ser maiores de modo a se poder acomodar, este ano, o custo da injeção de capital no Novo Banco, diz o Conselho das Finanças Públicas (CFP).

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG