General Motors despede mil trabalhadores devido a queda nas vendas

O fabricante automóvel General Motors (GM) anunciou hoje o despedimento de mil pessoas na sequência da eliminação de um turno de produção numa fábrica em Kansas City, nos Estados Unidos.

A GM notificou os seus trabalhadores e informou-os de que a saída da empresa deverá ocorrer até finais de setembro.

"Uma diminuição na procura de autocarros de turismo na indústria obrigou-nos a ajustar a produção de alguns modelos", explicou a GM em comunicado, a que a agência espanhola EFE teve acesso.

A empresa vai também lançar um "número recorde" de SUV (veículos todo-o-terreno) para captar os clientes na sequência da queda de vendas nas carrinhas Opel 'Berlina'", de acordo com o fabricante automóvel norte-americano.

A fábrica de Kansas City fabrica apenas um modelo, o Chevrolet Malibu, um segmento de mercado que está em queda com muitos clientes a optarem por veículos todo-o-terreno.

As vendas do Malibu acumulavam até ao passado mês de maio uma queda de 30%.

Nos últimos meses, a GM anunciou o despedimento de mais de cinco mil pessoas em meia dúzia de fábricas nos Estado Unidos.

Contudo, a GM assegurou que o número de despedimentos é menor, uma vez que algumas pessoas vão ser reintegradas noutras fábricas, mas não especifica quantas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG