Francisco Veloso elogiado por nomeação "estratégica"

Setor académico, político e económico diz que Portugal fica a ganhar com nomeação para Londres do diretor da Católica

Mais de uma centena de gostos e de cinquenta comentários. Foram as reações no Facebook do círculo próximo de Francisco Veloso, quando o atual diretor da Católica Lisbon School of Business & Economics anunciou, no perfil pessoal, a sua nomeação para diretor do Imperial College, em Londres, a 16.ª escola de negócios europeia, de acordo com o ranking do Financial Times. As congratulações não se limitaram à rede social e estenderam-se ao meio académico, político e económico.

"O seu empenho científico em Portugal contribuiu para que a Universidade Católica esteja hoje entre as 25 melhores escolas de gestão da Europa", indicou a nota de felicitação da Presidência da República. O reconhecimento estende-se ao governo. João Vasconcelos, secretário de Estado da Indústria, partilhou entusiasticamente a notícia e, ao DN/Dinheiro Vivo, reconheceu ter "um grande respeito e admiração profissional e pessoal por Francisco Veloso, que sempre fez um grande trabalho de apoio ao empreendedorismo e à inovação. Portugal fica a ganhar muito ao ter um português no Imperial College, porque Francisco Veloso vai sempre estar do lado do país. É uma pessoa que alia a competência e a inteligência à humildade, educação e serenidade", elogia o secretário de Estado.

Francisco Veloso, de 47 anos, recebe a unanimidade dos pares no reconhecimento do seu trabalho. Começou o percurso académico no Técnico, passou pelo ISEG e pelo MIT, e daí floresceu num ramificado currículo académico, recolhendo a admiração de todos os que com ele privaram. "Quando saí da direção da escola de gestão da Católica tive de preparar um sucessor. Francisco Veloso ainda não sabia mas eu já estava de olho nele. Era a pessoa que reunia todas as condições para gerir uma escola de negócios já que juntava um currículo académico a uma capacidade de liderar pessoas e motivar equipas. Ao longo destes cinco anos, provou ser uma escolha acertada e isso é reconhecido agora nesta nomeação", conta Fátima Barros, presidente da ANACOM e anterior diretora da escola de negócios da Católica. E mesmo na concorrência, Francisco Veloso recolhe elogios. "Portugal deve estar orgulhoso .Tenho-o como uma pessoa muito sóbria. É reservado, simpático, uma excelente cabeça. Dá gosto concorrer com ele. É honesto e joga limpo. Purga por levantar os seus projetos e não denegrir os outros. São pessoas destas que queremos à frente das instituições", assegura João Duque, presidente do ISEG.

Se os concorrentes defendem Francisco Veloso, os amigos exultam-no entusiasticamente. O advogado Luís Miguel Henrique considera a nomeação "extremamente merecida. Sou um profundo admirador das capacidades intelectuais e emocionais de Francisco Veloso. É um visionário muito capaz, aliado ao facto de ser uma excelente pessoa. Esta nomeação é uma honra para Portugal, para a Católica, e estrategicamente importante para os portugueses, para os estudantes, para os professores e as escolas. Francisco Veloso assumirá o cargo no Imperial College a 1 de agosto. A Católica ainda não indicou quem será o seu sucessor.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG