Fnac, H&M, Springfield, Women'Secret… Cadeias começam a reabrir

Lojas de retalho até 200 metros quadrados podem reabrir esta semana. Cadeias estão faseadamente a reabrir as lojas findo o estado de emergência.

Fnac, H&M, Springfield e Women' Secret são algumas das cadeias de retalho especializado que estão a reabrir desde parte da rede de lojas, mas com horário reduzido. Desde segunda-feira que as lojas de rua até 200 metros quadrados podem reabrir ao público.

"No decorrer da pandemia, a Fnac encerrou gradualmente as suas lojas considerando ser essa a decisão mais acertada na altura para manter a segurança e bem-estar dos colaboradores e clientes. Agora em maio, seguindo as diretrizes das entidades competentes, voltamos a reabrir algumas das nossas lojas cujo critério foi a facilidade de acesso às mesmas, para assegurar o atendimento, os serviços e a capacidade de resposta a que os clientes da Fnac estão habituados", refere fonte oficial da cadeia de retalho ao Dinheiro Vivo.

Desde o encerramento que a cadeia tinha apenas a funcionar o canal digital, tendo a empresa enviado para Lay-off grande parte dos colaboradores das lojas. Fnac Santa Catarina, Fnac GaiaShopping, Fnac Amoreiras Shopping, Fnac Atrium Saldanha, FNAC Alegro Alfragide, Fnac CascaisShopping, Forum Algarve são as sete lojas que reabriram desde segunda-feira e "espera-se num curto espaço de tempo reabrir as restantes".

"Todas vão funcionar em horário restrito das 11h às 20h, com todas as medidas de higiene e segurança necessárias, e com equipas preparadas para simplificar ao máximo cada processo de compra", refere fonte oficial da cadeia. A H&M vai reab

A H&M vai reabrir na próxima quarta-feira, dia 6 de maio, as suas lojas na Madeira, no seguimento das recomendações do Governo regional, igualmente com horário reduzido. "Estamos ansiosos por voltar a receber os nossos clientes nas nossas lojas na Madeira. Agradecemos a todos a vossa compreensão e apoio durante este período. A saúde e segurança dos nossos colegas e clientes continua a ser a nossa principal prioridade, tanto a curto como a longo prazo, e por isso tomámos as medidas necessárias para o garantir.

Queremos também agradecer a todos os nossos colegas fantásticos, em todo o país, que continuaram a apoiar os clientes que compraram no nosso site durante esta altura desafiante", afirma Katarzyna Niemirowicz, country manager para Portugal e Espanha, citado em nota de imprensa.

Para a reabertura a cadeia teve de assegurar "equipamento de proteção pessoal como máscaras e luvas para todos os colaboradores, estruturas de acrílico nos pontos de caixa, controlo de lotação, medidas de distanciamento interpessoal, encerramento dos provadores e auto-medição da temperatura de todos os colaboradores duas vezes por dia, de acordo com as recomendações das autoridades locais, entre outros".

As lojas irão reabrir com horário reduzido: a na Rotunda do Infante irá abrir às 11h e encerrar às 19h, já a loja no Centro Comercial Fórum Madeira irá abrir às 12h, com encerramento às 20h.

Algumas das insígnias do grupo Tendam estão igualmente a reabrir findo o Estado de Emergência. Um total de 13 lojas abriram portas esta semana, esperando-se que as restantes "venham a reabrir a 18 de maio e a 1 de junho, de acordo com a dimensão de cada espaço, salvo indicação em contrário por parte das autoridades", refere o grupo em nota de imprensa. Nesta fase abriam sete lojas Women'Secret - inseridas em espaços de rua em Lisboa localizadas na Praça dos Restauradores, Atrium Saldanha e W shopping em Santarém - quatro Springfield e duas Cortefiel. Em Portugal, onde o grupo está presente desde 1991, o Tendam tem uma rede de 153 pontos de venda das marcas Cortefiel, Pedro del Hierro, Springfield e Women'Secret.

"Atuando em conformidade com as diretrizes estabelecidas pelas autoridades, neste conjunto incluem-se os espaços com dimensão até 200m2 e as lojas localizadas na ilha da Madeira, onde todos os estabelecimentos de comércio a retalho reabriram por deliberação do Governo Regional", diz o grupo.

Os protocolos de segurança e higiene em todas as lojas e artigos foram reforçados, garante o grupo. "Os colaboradores apresentam-se devidamente equipados com luvas e máscara, o acesso aos provadores obedece a novas regras devidamente assinaladas e a disposição do produto foi adaptada às circunstâncias de modo a facilitar a circulação dos clientes. O gel desinfetante é também disponibilizado."

Ana Marcela é jornalista do Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG