FMI quer sistema financeiro "mais resiliente" em Portugal

A limpeza dos balanços dos bancos é fulcral para que o país possa enfrentar potenciais choques de médio prazo, diz o FMI no seu relatório anual

Portugal registou um "progresso notável" no último ano, reduzindo os riscos e a incerteza de curto prazo, diz o Fundo Monetário Internacional. A instituição liderada por Christine Lagarde volta a elogiar o país, destacando a "melhoria considerável" das perspetivas de crescimento da economia, à medida que a recuperação vai ganhando impulso, sustentada no acréscimo das exportações e do investimento, mas, também, do consumo privado, e considerando que a meta do défice (1,5% do PIB) "está perfeitamente ao alcance". Mas volta a haver a recados: o Governo deve aproveite as atuais condições macroeconómicas para "aumentar, ainda mais, a resiliência do setor financeiro", para garantir uma "consolidação fiscal durável" e para aumentar o potencial de crescimento.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG