FMI diz que Trump pode ser bom para a economia dos EUA em curto-prazo

Christine Lagarde defendeu a globalização e o comércio internacional

O FMI considerou hoje que ter Donald Trump na presidência dos Estados Unidos da América é provavelmente bom para a economia no curto prazo, apesar de a subida dos juros e a valorização do dólar pressionarem o comércio global.

A presidente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, referiu-se aos planos de Trump para realizar mais investimento em infraestruturas nos Estados Unidos e as reformas fiscais que tem prometido e considerou que deverão impulsionar a economia norte-americana.

"Do pouco que sabemos e vou insistir - do pouco que sabemos, porque isto é de facto um trabalho em progresso - mas do pouco que sabemos, temos razões para estarmos otimistas em relação ao crescimento económico dos Estados Unidos", disse Lagarde no 'World Government Summit', que decorre no Dubai.

No entanto, Lagarde reconheceu que as políticas de Donald Trump vão provavelmente gerar "um aperto que vai ser difícil para a economia global" e defendeu a globalização e o comércio internacional numa altura em que aumentam as pressões protecionistas nos Estados Unidos e no resto do mundo