Presidente do grupo PSA diz que candidatura de Centeno ao Eurogrupo é "relevante para a Europa"

"É positivo e relevante para a Europa. Não devemos ver só do ponto de vista de Portugal", disse Carlos Tavares,

O presidente executivo do grupo fabricante de automóveis PSA, Carlos Tavares, defendeu hoje que a candidatura do ministro das Finanças, Mário Centeno, à presidência do Eurogrupo é "relevante para a Europa", podendo trazer melhorias "ao desempenho da zona euro".

"É positivo e relevante para a Europa. Não devemos ver só do ponto de vista de Portugal", disse Carlos Tavares, que falava à agência Lusa à margem da conferência Poupança, Investimento e Financiamento da Economia, promovida pela Caixa Geral de Depósitos, em Lisboa.

Para este responsável, Mário Centeno "é uma escolha que vai contribuir para melhorar o desempenho da zona euro", devido à sua "competência e técnica".

"Cada vez mais o Eurogrupo precisa de competência", assinalou.

O Governo português apresentou hoje de manhã a candidatura do ministro das Finanças, Mário Centeno, à presidência do Eurogrupo, informa uma nota do gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

A eleição terá lugar na próxima reunião do Eurogrupo, agendada para segunda-feira, dia 04 de dezembro.

Mário Centeno, 50 anos, natural de Olhão, Algarve, é ministro das Finanças desde 26 de novembro de 2015.

A ministra letã das Finanças, Dana Reizniece-Ozola, também formalizou a candidatura a presidente do Eurogrupo, segundo fontes governamentais citadas na imprensa da Letónia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG