Estas são as melhores zonas de Lisboa para investir em Alojamento Local

Segundo um estudo da gestora de alojamentos locais Hostmaker, há três zonas de Lisboa onde compensa mais investir neste negócio.

O alojamento local em Lisboa está a abrandar, mas ainda há zonas da capital onde compensa investir no arrendamento de curta duração para turistas.

Segundo um estudo da plataforma Hostmaker, há três zonas de Lisboa em que o alojamento local se revela uma boa aposta: São Sebastião da Pedreira, São José e Santa Justa.

A análise da Hostmaker teve por base o preço médio por noite e a média de ocupação anual dos alojamentos.

O estudo concluiu que depois de um crescimento muito acelerado do alojamento local no centro histórico, em zonas como Alfama ou Mouraria, a melhor aposta nos últimos meses para tirar partido do turismo é a descentralização.

A análise da Hostmaker também concluiu quais são as zonas menos rentáveis de Lisboa para investir no negócio do arrendamento de curta duração: Belém e São Miguel dos Olivais são, de acordo com os especialistas em gestão de AL, as áreas menos atrativas, devido à reduzida ocupação anual das casas e ao preço praticado por noite.

Citado na nota enviada pela Hostmaker, o líder da empresa em Portugal, Leeneshwari Makhijani sublinha que "em Lisboa, o investimento deve ser realizado em zonas cujo balanço entre a ocupação média e o preço determinado seja mais positivo e ambicioso, por isso aproveitando zonas com potencial igual ou melhor que o centro histórico".

A Hostmaker gere 200 alojamentos locais em Portugal, onde entrou no início de 2018. A empresa está presente em nove cidades, como Madrid, Roma, Paris ou Banguecoque, e destaca que é em Lisboa que o negócio cresce mais depressa.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG