Endividamento das empresas e dos particulares cresceu 1,4 mil milhões em maio

No total, o endividamento do setor privado é de 436,3 mil milhões. O endividamento público também aumentou e está nos 357,3 mil milhões

O endividamento do setor não financeiro, que inclui administrações públicas, empresas e particulares, aumentou 3,7 mil milhões de euros, em maio, para um total de 793,6 mil milhões de euros.

Os dados são do Banco de Portugal, que mostram que o endividamento do setor privado, que inclui as empresas e as famílias, cresceu 1,4 mil milhões de euros, sendo mil milhões correspondentes a empresas e 400 milhões relativamente aos particulares. No total, o setor privado tem em dívida um valor acumulado de 436,3 mil milhões.

Mas a maior parcela no aumento do endividamento é do setor público: aumentou 2,3 mil milhões de euros, dos quais, 1,3 mil milhões é endividamento perante o exterior. No total, o acumulado em dívida do setor público cresceu para 357,3 mil milhões de euros.

Refere o Banco de Portugal que o endividamento dos particulares aumentou 4,3% em relação ao período homólogo. O das empresas privadas cresceu 4,2%

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG