Draghi afima que é preciso persistência e prudência na política monetária

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, defendeu hoje que é preciso persistir na política monetária, pedindo prudência nos ajustamentos das medidas e mostrando-se confiante nos resultados a que tem levado na zona euro.

No discurso de abertura do segundo dia do Fórum do BCE em Sintra, Mario Draghi sublinhou a sua confiança de que a política monetária "é efetiva e que está a funcionar. Todos os sinais apontam para um fortalecimento e uma recuperação alargada da zona euro".

Embora tenha admitido que ainda há fatores que estão a pesar na recuperação da inflação, mas que são "principalmente temporários" e que podem ser resolvidos com a política monetária do BCE, Draghi defendeu que ainda "é necessário um nível considerável de medidas acomodatícias para que as dinâmicas da inflação se tornem duradouras e sustentáveis".

Por isso, o presidente do BCE sublinhou que "para garantir o regresso da inflação ao objetivo", que é ficar próxima, mas abaixo, dos 2% no médio prazo, "é preciso persistência na política monetária".

"E, finalmente, precisamos de prudência. À medida que a economia recupera temos de ser graduais quando ajustamos os parâmetros de política, para garantir que os nossos estímulos acompanham a recuperação enquanto reduzem as incertezas", afirmou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG